Fechar [X]
Janela Modal Simples
Aqui vai o conteúdo da sua Janela Modal Simples.
Fechar [X]
Seu Nome:
Seu e-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Mensagem:
Fechar [X]
Nome:
E-mail:
Telefone:

Cineclube da UMC relembra os 25 anos do massacre do Carandiru

O Mimese, Cineclube dos Cursos de Comunicação Social da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), exibe "Carandiru”, do cineasta Hector Babenco (“Lúcio Flávio: O Passageiro da Agonia”, “Pixote: a Lei do Mais Fraco”, “Brincando nos Campos do Senhor”, entre outros). A sessão ocorre nesta sexta-feira, 6 de outubro, às 14 horas, no Auditório do Centro Cultural, com entrada pela Portaria 1.
“Carandiru” é uma adaptação para as telas do livro “Estação Carandiru”, popular relato de Drauzio Varella, médico que trabalhou por mais de dez anos na penitenciária e realizou um importante trabalho de prevenção ao vírus HIV no maior presídio da América Latina até a sua implosão, em 2002. Convivendo diariamente com a dura realidade dos encarcerados, o médico presenciou a violência agravada pela superlotação, a precariedade dos serviços prestados e a condição sub-humana dos detentos. Paradoxalmente, conheceu o sistema de organização interna.
A sessão faz parte do eixo-temático do Cineclube deste mês, que lembra o marco dos 25 anos do fatídico episódio de 2 de outubro de 1992, o massacre do Carandiru. O processo de julgamento dos policiais militares envolvidos na operação se desenrola desde então e só teve um condenado até agora, o coronel Ubiratan Guimarães, já falecido. O caso se arrasta nos tribunais, com decisões polêmicas por parte do magistrado, como a anulação das condenações em setembro do ano passado, por exemplo.
O Cineclube da UMC receberá nesta sexta-feira Gustavo Ambrosio, cientista social e professor de Sociologia, Antropologia e Recursos Humanos, que atuou na Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) e também foi assistente técnico no trabalho de reformulação do Museu Penitenciário Paulista. Após a projeção de “Carandiru”, o público e o professor Guillermo Gumucio, curador do Cineclube, que desenvolve um projeto de pós-graduação sobre a memória social coletiva da Casa de Detenção, conversarão com Gustavo Ambrosio sobre a importância do massacre do Carandiru como grande símbolo da série de infrações dos direitos humanos no sistema prisional brasileiro.

Programação
A próxima sessão do Cineclube, em outubro, ocorrerá no dia 20, sexta-feira, quando será exibido o mais célebre documentário realizado sobre a Casa de Detenção de São Paulo, “O Prisioneiro da Grade de Ferro: Auto-retratos”, do diretor Paulo Sacramento, seguido de encontro com o escritor e editor Bruno Zeni, um dos primeiros a lançar o relato de um sobrevivente de 2 de outubro de 1992, “Sobrevivente André du Rap (do Massacre do Carandiru)”.
As sessões do Cineclube Mimese são sempre gratuitas e abertas à comunidade, que só precisa apresentar documento com foto na Portaria 1 para aproveitar as atividades.

Serviço
Mimense, Cineclube da UMC
“Carandiru”

Dia 6 de outubro, sexta-feira, às 14 horas
(dir. Hector Babenco, 2003, aprox. 140 min.)
16h30
“25 anos do Massacre do Carandiru”, com o Prof. Esp. Gustavo Ambrosio
Auditório do Centro Cultural da UMC
Av. Dr. Cândido Xavier de Almeida e Souza, 200, Portaria 1
Tel: (11) 4798-7000
Entrada gratuita
 

04/10/2017
COPYRIGHT 2011© - Todos os direitos reservados - UMC - Universidade de Mogi das Cruzes
Campus da Sede - Mogi das Cruzes
Av. Dr. Cândido Xavier de Almeida e Souza, 200
Mogi das Cruzes - SP - Cep: 08780-911

PABX: (11) 4798-7000
Fax: (11) 4799-5233
Centro Esportivo - Mogi das Cruzes
Ginásio: Rua Delphino Gregório, 767 - Mogilar
Mogi das Cruzes - SP - Cep: 08773-520

PABX: (11) 4798-7000
Campus Villa Lobos/Lapa - São Paulo
Av. Imperatriz Leopoldina, 550 - Vila Leopoldina
São Paulo - SP - Cep: 05305-000

Tel: (11) 3648-5050
0800 19 2001